Namore um homem perfeito

Namore um homem que bem antes das suas vizinhas invejosas – e até em dia de final de campeonato! – vai reparar em seu novíssimo corte de cabelo. Alguém que certamente dirá: “Amor, adorei o seu novo look! Esse corte em camadas, mais repicado e com as pontas desconectadas valorizou – e MUITO! – o seu rosto triangular. Ficou perfeito!”.

Namore um homem que não tenha o mínimo pavor da sua TPM diabólica e de ter a piroca amputada “naqueles dias” em que você, abruptamente, expõe os caninos de um jeito que faria até mesmo o Freddy Krueger borrar as calças.

Namore um homem que, nas muitas vezes em que você fará um bico imenso e responderá um seco “Não foi nada!”, apenas pensará: “Nossa, como é maravilhoso ter uma parceira tão enigmática e que, em vez de ir direto ao ponto – e de me dizer o que acha que fiz de errado! -, incentiva-me a resolver mistérios complexos, o que é ótimo para prevenir o Alzheimer e um passatempo perfeito para viagens longas!”.

Namore um homem que, logo depois de descobrir que o chefe vive tentando comer você, apenas coçará o cavanhaque, citará uma frase pacífica do Osho e perguntará se o Sucrilhos já está no fim.

Namore um homem que responderá “Irmão, infelizmente eu não poderei ir. É que eu combinei de buscar a minha avó na aula de canto lírico” sempre que for convidado a um churrasco, jogo de futebol ou ambientes nos quais as mulheres costumam circular apenas de biquíni.

Namore um homem que não sentirá o mínimo tesão por filmes pornô. Um cara que nunca ouviu falar da Sasha Grey, Alexis Texas e… Um cidadão que tapou os olhos quando viu a bunda da Paolla Oliveira e que, ingenuamente, perguntará se Julia Paes é uma atriz da Globo.

Namore um homem que demonstrará muita experiência, muita mesmo, mas que não tenha ex-namoradas, ex-rolos e ex-coisas-irritantes-pra-caralho. Um cara que aprendeu a proporcionar orgasmos múltiplos lendo revistas masculinas e assistindo a tutoriais do YouTube.

Namore um homem que, mesmo quando não está sob a mira de um revólver ou cheio de segundas intenções, falará: “Busca Implacável 2? Credo, esse filme deve ser muito violento! Só deve ter tiros e explosões… Que tal alugarmos ‘Sex and the City’, ‘A Culpa é das Estrelas’ ou ‘Querido John’?”.

Namore um homem que se lembrará de todas as datas; do dia da primeira pegada no pau ao aniversário de 2 anos do seu coelho Mike – O Serelepe. Um homem que nunca lhe presenteará com um sapato maior do que seus pés ou com um biquíni incapaz de cobrir seus peitos por inteiro. Um homem que nunca dirá: “Eu comprei P, ué, como é que eu saberia dessa sua necessidade de comprar as partes do biquíni separadas?”.

Namore um homem que nunca negará fogo; nem depois de uma bolada no saco ou demissão por injusta causa. Um homem que nunca – nem nos dias em que estiver no limite da exaustão física e mental – dormirá logo após o sexo.

Namore um homem perfeito!

Ou, para o seu bem, simplesmente ignore toda utopia que eu acabei de sugerir, pare de procurar por príncipes encantados e dê mais oportunidades a gente real, que apesar de possuir imperfeições – como toda gente verdadeira -, tem disposição de sobra para fazer você sorrir. Sacou? Não estou dizendo para aceitar canalhices e falta de respeito, porém, se continuar a acreditar que só vale a pena se relacionar com pessoas que nunca erram, em nada, não conseguirá se relacionar nem mesmo com você, certo?